7 dicas para se proteger de golpes e crimes cibernéticos

Investigações sobre o vazamento de dados dos usuários do Facebook e a propagação de fake news, especialmente em ano de eleições, evidenciam a fragilidade na regulamentação e controle das plataformas digitais ao mesmo tempo em que nos alertam de que a internet não é (e não deve ser) uma terra sem lei. Enquanto governos e sociedade debatem alternativas que garantam a privacidade no universo online, existem algumas precauções que cada indivíduo pode adotar para proteger suas informações e evitar cair em golpes ou até crimes cibernéticos.

O Advogado Especialista em Direito Digital, Leonardo Zanatta, nos traz sete dicas de condutas responsáveis para colocarmos em prática ao navegar pela internet:

1 – Não confunda liberdade de expressão com anonimato! Você pode falar o que quiser desde que não haja de forma ilícita ou viole direito de terceiros.

2 – O que é errado fazer offline, também o é online! Emitir opinião depreciativa, ofender, desrespeitar ou atacar um indivíduo ou grupo de indivíduos em grupos de mensageiros instantâneos é tão errado quanto expor essas opiniões publicamente e será responsabilizado da mesma forma!

3 – Desconfie de e-mails de bancos, órgãos públicos ou tribunais. Dificilmente estas instituições farão contato com o usuário por e-mail. Dentro desses contatos em nenhuma delas será solicitado que instale, emita boleto, preencha dados ou verifique documentos ou cartão de crédito. Não caia nessa!

4 – Evite os golpes! Sempre que uma central de atendimento ou relacionamento entrar em contato faça com que estes confirmem seus dados, afinal, eles que estão entrando em contato!

5 – Você é responsável por aquilo que compartilhas! Curtir e compartilhar conteúdo nas redes presume que você leu, concorda e corrobora com o que está exposto. Isso gera responsabilidade e pode gerar dever de indenizar!

6 – Cuidado com o que armazena, possui, adquire, recebe ou repassa no seu celular. Estar em posse desses dados pode tornar o portador corresponsável pela propagação de informações sensíveis ou nudes.

7 – A internet não esquece! O que se produz na internet reverbera – quase sempre – pela eternidade.

 

Sobre Leonardo Zanatta:

Advogado, formado pela PUC-RS, Especialista em Direito Digital, Professor e Palestrante. Entusiasta e grande consumidor de Tecnologia. Consultor jurídico em Direito Eletrônico, Segurança da Informação, Redes Sociais e em Relacionamento com cliente. Atua também em blindagem jurídica de sites e operações online, gestão de crise em meio eletrônico, contratos de TI e outras áreas em ambiente digital. Especialização em Direito Internacional pela UFRGS.

Professor convidado pela AJURIS para ministrar curso de Direito Digital em 2017 e novamente em 2018. Tendo abordado o tema em mais de 20 instituições de ensino. Ministrou ainda diversas palestras voltadas para público adolescente sobre riscos de uso de redes, superexposição e responsabilidade. Palestras sobre etiqueta e exposição para corpo docente de instituições de ensino e sobre adoção de melhores práticas e uso ético das redes sociais. Comanda ainda cursos in company para Data Loss Prevention, Políticas de Segurança da Informação e Prevenção ao Vazamento de Informações Sensíveis. Consultor de grandes empresas e veículos jornalísticos quanto à reação em caso de crise jurídico digital.

Atualmente tem se debruçado no tema fake News, desmistificando o assunto e buscando estabelecer parâmetros de compreensão e boa conduta para o pleito eleitoral de 2018.

Mais informações em http://leonardozanatta.com.

 

 

By | 2018-07-04T00:26:48+00:00 julho 4th, 2018|Comportamento, Digital|Comentários desativados em 7 dicas para se proteger de golpes e crimes cibernéticos