Evento discute a invisibilidade e a potência da negritude no mundo das viagens e reúne influenciadores digitais viajantes. 

Fotos: Pixabay

Em resposta à baixa presença de palestrantes pretos e pretas em congressos de viagem, surgiu o “O Mundo é Nosso”, I Congresso Nacional de Viajantes Pretos do Brasil. Fruto de uma parceria entre a publicitária escritora Manoela Ramos, @escritoraviajante, e Nícolas Guerra, @mochilek, o projeto ocorrerá em âmbito digital e reunirá 24 influenciadores digitais que, juntos, somam mais de 150 mil seguidores nas redes sociais, para debater temas como racismo, dificuldades de adaptação, possibilidades profissionais e vida LGBTQIA+ partindo do ponto de vista de pessoas pretas.

A ideia surgiu de um simples questionamento: se o país é composto por uma maioria negra, por que a presença dessa parcela é mínima em eventos de viagem? “Geralmente, ouvimos falar que não existem tantos viajantes pretos pelo mundo. Em resposta a estes comentários, reunimos uma comunidade de palestrantes de diferentes regiões do país, que viajam e mostram que estamos sim presentes”, explica a publicitária. “Decidimos inaugurar o evento no Dia da Consciência Negra para trazer essa reflexão para o segmento de turismo e viagens. Nosso congresso surge não como mais um, mas como o primeiro e único no segmento que tem o protagonismo negro. Com ele, esperamos mostrar que somos muitos e que nossas narrativas têm relevância e valor”, completa.

Nícolas Guerra, consultor de viagens e co-fundador do Congresso, reforça a necessidade do evento. “Esta é uma revolução no segmento. Estamos desenvolvendo nosso próprio espaço como forma de resistência ao racismo velado que se manifesta em tudo, até nos congressos de viagens, contribuindo para o apagamento de nossas histórias. Queremos mostrar a pluralidade e a riqueza de conhecimento de nossas viagens e incentivar outros como nós a ocupar seu lugar no mundo”, ressalta.

Hospedado na plataforma Hotmart, o congresso recebe o apoio da Owó Consultoria e da Bizu Consultoria de Viagens. Ele contará com 4 painéis, com 24 depoimentos que abrangem temáticas como viagem como forma de reconexão, viajar como resistência artística e diversas perspectivas de viajantes pretos e pretas ao redor do mundo. O valor do material na pré-venda – já disponível – é de R$ 53,00 e os vídeos ficarão disponíveis por 10 meses para cada inscrito que realizar a compra. Após o dia 20 de novembro, o valor da inscrição será R$ 88,00.

Confira os 4 painéis de reflexão:

1- Pessoas pretas também viajam:

Rebecca Alethéia (@rebeccalethei) – Por que uma rede de mulheres pretas viajantes?

Guilherme Soares (@guianegro) – A importância de fazer um turismo afrocentrado.

Leandro Gonçalves (@pretoviajante)- Eu, homem preto, posso viajar.

Dandara Rosa (@dandarix)- O mundo é a minha província.

Mario Junior (@mariojuniortravel)- Não precisa ser rico para viajar

Pâmela Rocha (@roletdapam)- Mulher viajando sozinha

2- Viagem é resistência:

Thiago Dias (@bichapretapelomundo)- Perspectiva de um preto gay viajando

Fabio Mukanya (@fabio_mukanya_simoes) – África sonora; viagem como resgate da cultura africana

Kerolayne Kemblim (@dacordobarro)- Viajar como forma de resistência artística

Marcelo (@faveladospelomundo)- Favelados pelo mundo

Fred Silva (@orastapelomundo) – Um rasta pelo mundo

Stéfany Maia (@stefanymaia)- Viajante e atriz, de minas para o mundo.

3- Viagem como reconexão:

Moysés (@negopelomundo)- Descobrindo minha ancestralidade

Nicolas (@mochilek)- Viagem como reconexão com a negritude

Dayanne Bernardo (@viajecomday_)- viagem como reconexão com a natureza

Manoela (@escritoraviajante)- Viagem como reconexão comigo mesma

Janah e Maria (@maeefilhatrips)Viagem como reconexão com a família

Gabriela Palma(@soumaiscarioca)- Turismo afrocentrado como reconexão

4- O Mundo é Nosso

Ingrid Ellen (@africa.fora.da_midia)- Perspectivas de uma baiana em Moçambique

Lola Cirino (@lolacirino)- Preta fazendo intercâmbio

Sophia Costa (@whoisophia)- Nomadismo digital e o mundo como casa

Joana Silva (@registrosdajo)- O que eu aprendi viajando e morando na China?

Paula Augot (nomundodapaula)- 51 países visitados

Joaquim Costa (@viaja_preto)- Um pernambucano pelo o mundo

Informações via assessoria de imprensa