Insight Nº3 para a Creator Economy em 2024: Não basta mensurar, é preciso interpretar

por

Estamos no terceiro artigo de uma série sobre as oportunidades e desafios na creator economy em 2024. Nestes textos estou abordando um pouco da experiência de sete anos atuando com Marketing de Influência e acompanhando as projeções e movimentações do mercado.

Levo em consideração especialmente o que escuto de influenciadores e marcas no dia a dia das campanhas. É reunindo um pouco destas experiências na operação de diversas ações de influência digital que compartilho o que considero os principais insights para quem deseja se diferenciar na área e alcançar outro nível em suas estratégias.

#3 – NÃO BASTA MENSURAR É PRECISO INTERPRETAR

O Insight nº 3 é um dos mais importantes e ainda assim menosprezado. Não é novidade que dados são tudo em qualquer campanha e que analisá-los corretamente é fator decisivo para avaliar os resultados. O que vemos, no entanto, são relatórios que apenas reúnem vários números, sem uma interpretação adequada dos mesmos.

Lembrem-se que os números precisam contar uma história. E que além dos números, análises qualitativas também fazem parte de um report de resultados.

Oportunidade: A mensuração é a cereja do bolo de uma estratégia de marketing de influência e será determinada pelos objetivos mapeados ainda no planejamento da campanha. Profissionais que saibam identificar as métricas mais relevantes, que consigam apresentar comparativos, justificativas, observações e feedbacks sobre o desempenho (bom ou ruim) de um ou mais influenciadores contratados; e que saibam, a partir dos dados verificados, traçar sugestões que direcionem melhor o cliente, estão com um grande diferencial no mercado.

Desafio: É preciso capacitar profissionais que consigam interpretar dados tendo a visão total da campanha e um entendimento estratégico para nortear próximos passos.

Em uma realidade de grandes agências setorizadas, quem faz a estratégia não é quem faz a curadoria, que também não é o mesmo que monitora a campanha e muito menos o mesmo que compila as métricas. Essa grande quantidade de profissionais que não possuem a visão da divulgação como um todo dificulta a produção de um relatório mais personalizado e aprofundado.

Além da falta de experiência profissional, temos as plataformas que prometem relatórios em poucos cliques. E nestes casos, novamente temos muitos números mas pouca interpretação humana dos mesmos. (Falei sobre isso no artigo anterior desta série).

__________________

>> Quer planejar sua próxima campanha com influenciadores com uma estratégia personalizada e sob medida para seu negócio? Escreva para andressa@rsbloggers.com e vamos bater um papo!

Deixe seu comentário